Igreja Paroquial da Sanguinheira

Dados do Património
Nome: Igreja Paroquial da Sanguinheira

Data de 1846 a data da construção da Capela ao então Padroeiro S. João.
A primeira remodelação que deu origem à actual Igreja, pensa-se que tenha ocorrido por volta de 1900.
Em 1945 foi criada a Paróquia de Sanguinheira, graças a uma grande benemérita que foi a professora Clementina Sequeira, e passou a ser orago o Imaculado Coração de Maria.
Já nos anos 80 sofreu a última remodelação com uma acentuada implicação.
Salienta-se que ainda hoje existe na Igreja um pequeno altar com retábulo de S. João, pintado por João de Ruão, e que foi o primeiro Altar da Capela.
De traça inusitada, a peculiar estrutura da Paroquial surge como fruto de recente reedificação, ostentando a característica torre sineira adossada a um dos seus flancos. Num pequeno painel azulejar e nas costa do remate da empena figura o cronograma de 1942. O seu aspecto actual, porém resultará de uma ampliação e remodelação efectuada durante terceiro quartel do século XX. A estrutura terá substituído uma anterior capela, erecta no mesmo local, e da qual sobreviverá o antigo portal – de verga curva e ostentando a data de 1845 -, agora aplicada no edifício do Salão Paroquial, adossado a um dos flancos da mesma Igreja Paroquial.