ASSOCIATIVISMO

Associaçao de moradores de Pedras Ásperas 
Esta associação, para além da promoção da terra, é também da sua responsabilidade a organização de uma das festas mais importantes da Freguesia, a festa de Nossa Senhora da Conceição.  
 
Associaçao de moradores dos Carreiros 
Associação dos Moradores dos Carreiros é uma associação que promove e realiza iniciativas de ordem social, cultural e desportiva, contribuindo para a mais ampla solidariedade e o bem estar dos habitantes.  
 
Centro Social de Recreio e Cultura da Sanguinheira 
É composto pelo Grupo Folclórico da Sanguinheira , pelo Grupo de Teatro do Centro Social de Recreio e Cultura da Sanguinheira.
Na parte desportiva, promove anualmente o torneio de futsal interfreguesias, aerobica, danças latinas, escola de musica.
Na área social, efectua transportes de crianças para o jardim de infancia, dispoe de serviços de ATL e serve refeiçoes no jardim escola.
Esta edilidade tem dignificado a freguesia através da realização de espectáculos de teatro e folclore em todo o país e grande parte da Europa. 
 
Grupo de Teatro do Centro Social de Recreio e Cultura da Sanguinheira
Grupo de Teatro tem dignificado a freguesia através da realização de espectáculos em todo o país e grande parte da Europa.
Contactos:
Sara Brado       : 963944628 
António Moleiro : 969539794
 
Grupo Folclórico da Sanguinheira
Morada : Largo Professora Clementina Sequeira, Sanguinheira
Contacto : Carlos Manuel Marto Oliveira
Telefone : 231441841
Telemóvel: 962662483
Após um encontro com um grupo de pessoas interessadas, nasceu a 7 de Maio de 1989 o Grupo Folclórico da Sanguinheira.
Depois de dois anos de recolhas de trajes, danças, cantares, rezas, mésinhas, usos e costumes do povo Gandarez, referentes ao final do século XIX, e princípio do século XX, fez a sua apresentação pública em 26 de Maio de 1991, data da sua filiação na Federação do Folclore Português.
Fiel representante da sua freguesia e da região da Gândara, onde está inserido, continua com o seu trabalho de recolha.
Organiza anualmente o seu trabalho de folcores. Tem feito várias reconstituições tradicionais e participado em inúmeros festivais de folclore, divulgando de norte a sul do país e ilhas, e ainda no estrangeiro, nomeadamente na Bélgica, França, Suiça e Brasil a cultura tradicional do seu povo.
No fundo um autêntico museu vivo da cultura do povo gandarez.
É filiado no INATEL.
Danças e Cantares
A alegria do povo Gandarez era notória, nos finais do trabalho, nas festas e romarias, aos domingos à tarde no adro da Igreja, e nos intervalos do baile.
Daí resultaram as recolhas das cerca de quatro dezenas de modinhas e danças características da região que fazem parte do nosso reportório, das quais destacamos: Fui-me confessar, Eu comprava e vendia, P'la quela serra acima, Farrapeira, Rodízio, Vira e Verde Gaio Gandarez, Fado, Serrano, etc, predominando as desgarradas dançadas e cantadas ao som da sua tocata composta por concertinas, cavaquinhos, violas, violinos, flauta de cano, bombo, ferrinhos e reco reco.
Trajes
Resultante de uma pesquisa e fiel recolha, o Grupo Folclórico da Sanguinheira, enverga trajes representativos da vida local nos finais do século XIX, e princípio do século XX. Tais com: noivos, Ver a Deus, Lavradores ricos, Caseiras, Domingueiros, Romeiros, Feirantes, Aguadeira, Mulher da eira, Malhadores, Moleiros, Serrador, Maltez ou Caramelo, Homem do Gabão, entre outros.
Fundação
26 de Maio de 1991